Manipulação de Alimentos: Como adequar sua empresa no Covid-19

 em Higienização

Desde que chegou ao Brasil, a pandemia do novo coronavírus causou grandes transtornos e fez com que muitos setores precisassem se adaptar para manter a segurança sanitária. Restaurantes, lanchonetes e demais estabelecimentos que realizam manipulação de alimentos foram os mais afetados no princípio, mas agora voltam a funcionar dentro do cenário chamado de novo normal.

No artigo de hoje, vamos falar sobre a manipulação de alimentos em tempos de Covid-19 e como adequar seu estabelecimento. Se você tem um restaurante e deseja promover segurança para seus colaboradores e clientes é só continuar sua leitura.

 

Boas práticas para manipulação de alimentos seguem sem alterações

Recentemente a ANVISA lançou uma nota técnica que aborda a manipulação de alimentos em tempos de Covid-19.

O documento considera fundamental que os estabelecimentos alimentícios se mantenham fiéis às boas práticas de manipulação de alimentos em momentos de pandemia, de forma a garantir a entrega de alimentos seguros do ponto de vista sanitário.

Assim, a recomendação geral é que todas as empresas da área de alimentos implementem esforços para garantir as exigências que já constam na legislação.

 

Novo coronavírus não é transmitido por alimentos

Muitos ainda se perguntam: É possível que o novo coronavírus seja transmitido por meio do consumo de alimentos? A resposta é não!

Autoridades sanitárias de diferentes continentes avaliaram essa possibilidade e chegou-se à conclusão de que a Covid-19 não é transmitida por ingestão alimentar.

De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde, o novo coronavírus precisa de um hospedeiro – nesse caso um humano – para se multiplicar. Além disso, ele faz parte de uma família viral sensível às temperaturas que, normalmente são utilizadas para cozimento dos alimentos, algo na faixa dos 70ºC.

Como a comunidade científica divulga, a dinâmica dessa pandemia mostra que a transmissão ocorre de pessoa a pessoa, pelo contato próximo com um indivíduo infectado ou por contágio indireto, ou seja, por meio de superfícies e objetos que foram contaminados por gotículas provenientes de tosse ou espirro de portadores do vírus.

Com isso em mente, os cuidados devem ser voltados principalmente aos colaboradores e aos clientes de seu estabelecimento.

Os cuidados com colaboradores

O primeiro passo da adequação da sua empresa diz respeito à segurança dos seus colaboradores.

Nesse caso, os principais cuidados que devem ser tomados são:

  • Fornecimento de EPIs para funcionários que trabalham com manipulação de alimentos;
  • Aferição de temperatura e atenção a possíveis sintomas;
  • Aumento da distância social no ambiente de trabalho;
  • Maior controle no recebimento de mercadorias.

Oferecer EPIs aos colaboradores que trabalham na área de manipulação de alimentos é fundamental. Máscaras, Face Shields e até mesmo luvas, em algumas situações pontuais, são importantes para evitar uma contaminação entre colaboradores.

Aferir temperaturas, ficar atento a possíveis sintomas e aumentar o distanciamento social na área de produção de alimentos é algo padrão e estipulado por órgãos de saúde internacionais.

E por fim, é preciso atenção no recebimento de mercadorias, higienizando tanto as embalagens, quanto os alimentos nelas acondicionados, quando necessário, seguindo normas sanitárias já estabelecidas.

 

Mudanças no salão e atenção com os clientes

Enquanto as boas práticas de alimentos seguem praticamente intactas, os cuidados com os colaboradores aumentaram. Já no salão, onde os clientes são atendidos, algumas adaptações precisam ser feitas. Nesse caso as principais são:

  • Horário de funcionamento reduzido de acordo com legislação municipal ou estadual;
  • Oferta de álcool 70%;
  • Capacidade de público de no máximo 40%;
  • Distanciamento de 2 metros entre mesas;
  • Máximo de 6 pessoas por mesa;
  • Proibição do regime self-service ou manter funcionário exclusivo para essa modalidade;
  • Adoção de cardápio higienizável ou virtual;
  • Priorização do uso de temperos em embalagens individuais;
  • Proteção de talheres;
  • Marcação visual no piso para evitar aglomeração no caixa.
allfeed limpeza

Contratar uma empresa de consultoria pode te ajudar

Tão importante quanto manter seu estabelecimento funcionando é seguir as regras de funcionamento, afinal, como forma de evitar o avanço da pandemia, muitos órgãos municipais e estaduais estão fiscalizando restaurantes, bares e lanchonetes.

Os estabelecimentos que não seguem as normas podem ser multados e ter todo o trabalho, literalmente perdido.

Dessa forma, para não deixar nenhum detalhe passar, por que não contratar uma empresa de consultoria?

Uma empresa de consultoria é capaz de colocar seu estabelecimento literalmente nos eixos e isso vale desde a manipulação de alimentos até as novas regras de funcionamento para prevenção da Covid-19.

Contratar uma empresa de consultoria é um investimento que irá agregar segurança, economia e confiança ao seu estabelecimento.

De segurança alimentar, a gente entende, clique aqui agora mesmo e peça um orçamento sem compromisso. All Feed Consultoria de Alimentos: Nosso trabalho é a sua tranquilidade.

Ask your provider for help managing these health problems. viagra online Alcohol or drug use can make depression worse.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?